O Tribunal Regional Eleitoral ainda não tem o resultado do levantamento sobre o número total de eleitores que tiveram seus títulos definitivamente cancelados para as eleições municipais de outubro. O prazo para a regularização das inscrições terminou no dia 5 de maio e, por enquanto, o TRE não totalizou o número de eleitores que recorreram contra a anulação dos títulos. No Paraná, foram cancelados 249 mil e 38 títulos eleitorais, de um total de 1,3 milhões de títulos anulados em todo o país.

No entanto, do total de títulos suspensos, 131 mil e 875 se referem a casos de eleitores que permaneceram três eleições consecutivas sem votar e não apresentaram justificativa à Justiça Eleitoral para a ausência. Nesse caso, a legislação eleitoral prevê anulação automática dos títulos.

Outros 117 mil e 163 títulos foram suspensos porque os eleitores não responderam à convocação para se apresentar à Justiça Eleitoral. A revisão foi realizada no ano passado em sessenta municípios do Estado, por determinação do Tribunal Superior Eleitoral. Estas cidades foram escolhidas por se enquadrarem nos critérios de revisão estabelecidos pelo TSE: aumento de transferências de títulos superior a 10% em relação ao ano anterior, número de eleitores maior do que 65% do número de habitantes e o eleitorado ser maior que o dobro da população entre dez e quinze anos e acima de setenta anos.