O Tribunal de Contas da União (TCU) condenou Cassiana Lícia de Lacerda Carollo, ex-gestora da Fundação Cultural de Curitiba, a pagar a importância de R$ 357.178,87, valor atualizado, por não prestar contas de recursos do Programa Nacional de Apoio à Cultura (Pronac), do Ministério da Cultura. A verba era destinada à edição de relatório sobre os equipamentos e atividades da Fundação Cultural de Curitiba.

Multa

A responsável pela Fundação Cultural de Curitiba foi multada, ainda, em R$ 15 mil e terá 15 dias para comprovar o recolhimento das dívidas aos cofres do Tesouro Nacional e do Fundo Nacional de Cultura. A cobrança judicial foi autorizada. No entanto, cabe recurso da decisão do tribunal. Cópia da documentação foi encaminhada ao Ministério Público da União para as providências cabíveis. O ministro Aroldo Cedraz, do Tribunal de Contas da União, foi o relator do processo.