O governador do Rio Grande do Sul, Tarso Genro (PT), instalou hoje o Conselho Estadual de Desenvolvimento Econômico e Social (CDES), no mesmo modelo daquele que ele mesmo coordenou no primeiro mandato do presidente Luiz Inácio Lula da Silva. O órgão de consulta e assessoramento do governador tem 90 representantes de diversos segmentos sociais.

Eles vão analisar, debater e propor diretrizes para promover o desenvolvimento econômico e social do Estado. Pelo regimento, o Conselho pode ter até 12 câmaras voltadas para assuntos específicos. Seis delas já estão aprovadas e vão discutir piso salarial regional, desenvolvimento da Serra e arranjos produtivos locais, pacto pela educação, desenvolvimento metropolitano, desenvolvimento regional e previdência estadual.