O 14.º Congresso Estadual da União da Juventude Socialista (UJS), que reuniu cerca de 500 jovens de todo o Paraná, aprovou ontem uma moção de repúdio ao juiz Benjamin Acácio de Moura, da 178.º Zona Eleitoral, que proibiu a realização de campanha eleitoral na Boca Maldita de Curitiba. Segundo a moção, a Boca Maldita é um tradicional ponto de manifestações na capital paranaense, onde aconteceram as memoráveis jornadas pelas Diretas Já, impeachment do Collor e onde acontecem as distribuições de santinhos de campanhas eleitorais.

O vice-presidente municipal do PCdoB curitibano,Joel Benin, exortou a juventude a se levantar contra essa decisão antidemocrática. ?É um ação que atenta contra a democracia e precisa ser duramente combatida pelos partidos políticos e pela sociedade, em defesa das liberdades democráticas?, disse.