Foto: Aliocha Mauricio

Roberto Freire: ?Todos os partidos falam em refundação?.

O presidente Nacional do PPS, Roberto Freire, disse ontem que o País está no fim de um ciclo político-econômico, cujo principal componente é a crise de representatividade dos partidos. Freire não exclui o PPS do rol de partidos que estão se renovando e lembrou que a legenda está organizando a Conferência Caio Prado Júnior para julho deste ano, em Brasília.

?Todos os partidos falam em refundação. Vamos fazer essa conferência política para debater a crise no pensamento da esquerda brasileira, porque ela também nos atinge?, declarou Freire, ontem, em visita a Curitiba. Atualmente, vários partidos buscam a reestruturação de seus programas políticos: o PFL está em processo de refundação, alguns setores do PT também discursam em favor da refundação do partido e o PSDB realiza estudos para reformular a legenda.

Segundo o presidente do PPS, a conferência será fundamental para a formação de lideranças para disputar as eleições no próximo ano e em 2010. ?Não é só para discutir o que é ser de esquerda, mas para buscar um projeto para ser um governo de esquerda?, afirmou. A conferência, segundo Freire, pretende debater o papel da esquerda brasileira e mundial e buscar novos rumos para o futuro. Pensadores de universidades brasileiras, lideranças políticas e intelectuais do Brasil e de outros países devem participar do evento. Freire afirmou que estarão convidados todos os cidadãos que quiserem debater a crise do pensamento de esquerda.

Para Freire, a ascensão do PT ao poder acabou com a expectativa de que um governo de esquerda seria diferente de outros governos. ?Antes de 2002, parecia que o único partido de esquerda era o PT. Mas, quando chegou no governo, as expectativas que se tinha em relação ao partido se perderam. A política petista era a mesma do governo anterior. O governo Lula é de direita?, disse. Para o presidente do PPS, o PT foi uma legenda muito forte na esquerda. ?Só não fomos esmagados porque tínhamos história?, afirmou.

Freire criticou a política econômica do governo federal, dizendo que o Brasil permanece com dificuldades para crescer e com baixa capacidade de investimentos. Para ele, o modelo econômico atual também faz parte do encerramento do ciclo político.

Ele esteve ontem na capital para o casamento do filho do deputado federal Cezar Silvestri (PPS), mas volta na semana que vem para o Paraná para o início de uma campanha de filiações. Freire e o presidente estadual do PPS, Rubens Bueno, vão viajar pelo interior do Estado em busca de novas lideranças entre os dias 29 deste mês e dois de abril. No roteiro estão as cidades de Londrina, Maringá, Campo Mourão, Cascavel e Foz do Iguaçu. Segundo Bueno, o PPS aproveitará o momento para também divulgar e iniciar as discussões sobre a conferência nacional.