O governador Roberto Requião (PMDB) usou a Agência Estadual de Notícias para comentar sua condenação à indenização por danos morais a Ingo Hubert, ex-presidente da Copel.

A agência lembrou a ocasião em que Requião teria chamado Hubert de ladrão, e ilustrou com matérias de jornal da época. No final, uma crítica à Justiça. “As ações civis públicas contra Hubert e outros envolvidos nas fraudes que sangraram os cofres públicos arrastam-se na Justiça desde 2003, sem que qualquer sentença tenha sido proferida. Quando Hubert procurou a Justiça após ser classificado de “ladrão” pelo governador, entretanto, os tribunais manifestaram-se com mais rapidez – Requião foi condenado após um ano e meio de processo”, diz o texto.