O governador eleito Roberto Requião (PMDB) faz uma rápida passagem hoje por Curitiba a caminho de Buenos Aires (Argentina). Requião vem de Bogotá (Colômbia) e faz uma escala na capital apenas para trocar as malas. Sua assessoria não divulgou os horários de chegada e de saída para que o governador eleito não seja assediado nem por jornalistas nem por correligionários.

A ausência prolongada de Requião tem sido estratégica: ele fica preservado das inevitáveis pressões para a escolha de nomes que integrarão seu secretariado. A demanda está sendo respondida pelo vice-governador eleito, Orlando Pessuti (PMDB), que está sendo bombardeado por solicitações e sugestões variadas. Requião só deve voltar a Curitiba no dia 18, após o feriado de 15 de novembro.