O presidente do Senado, Renan Calheiros (PMDB-AL), defendeu a proposta do senador José Serra (PSDB-SP) que desobriga a Petrobras de ser operadora única e ter participação mínima de 30% na exploração do pré-sal. Segundo ele, o projeto não mexe em nada com o marco regulatório atual.

Renan disse que se está havendo uma “falsa” discussão. “Esse projeto garante o interesse estratégico. Não tem absolutamente nada a ver com o marco regulatório”, afirmou.

Um grupo de senadores defende o adiamento da votação da proposta em plenário. O senador Roberto Requião (PMDB-PR) disse que há um requerimento subscrito por 46 parlamentares para se retirar a urgência da proposta e levá-la para ser discutida em comissões temáticas. Dessa forma, ela não será votada diretamente hoje em plenário.