Num esforço para abafar críticas internas à senadora Marina Silva (PV-AC), o PV voltou atrás e decidiu não expulsar dissidentes contrários à candidatura da ex-petista ao Palácio do Planalto.

Lideranças do partido que estudavam o afastamento do ministro da Cultura, Juca Ferreira, e do ex-presidente estadual do PV em Santa Catarina Gerson Basso desistiram da iniciativa.

“Não vamos pedir a expulsão. O que está feito, está feito. Não iremos punir ninguém. Não há punição maior do que deixar a legenda”, assegurou o presidente nacional da legenda, vereador José Luiz de França Penna (SP).