A Frente Parlamentar em defesa do voto aberto nas sessões da Câmara e do Senado vai retomar a mobilização pela votação da proposta de emenda constitucional que acaba com o voto secreto. O deputado Ivan Valente (Psol-SP), coordenador da Frente, disse que a absolvição do presidente da Casa, Renan Calheiros (PMDB-AL), no primeiro processo de cassação conta ele, ontem, no Senado, "chocou a cidadania brasileira".

A proposta de emenda constitucional foi aprovada em primeiro turno, por unanimidade, na Câmara, em setembro do ano passado, mas nunca foi votada em segundo turno. Nos últimos seis meses, a PEC foi incluída na pauta e retirada por algumas vezes. O deputado Chico Alencar (RJ) líder do Psol, disse que o partido vai fazer uma mobilização junto à população para que sejam divulgados os nomes dos 46 senadores que ontem absolveram Renan, votando contra a cassação ou se abstendo.