O líder do PSDB na Câmara Municipal de São Paulo, Floriano Pesaro, disse que irá conversar com dois dos sete vereadores que tiveram a saída do partido anunciada hoje para tentar reduzir o tamanho do desmonte da bancada. Na entrevista convocada para divulgar hoje o desligamento coletivo, estavam presentes cinco parlamentares. Adolfo Quintas e Souza Santos, embora tenham sido incluídos no grupo, não participaram da entrevista.

“São cinco que anunciaram hoje, mas dois companheiros não estavam presentes”, disse o líder tucano. “Com o vereador Souza Santos, temos mantido conversas permanentes e solicitei ao governador que converse com ele”. Na avaliação de Pesaro, até a formalização do pedido de desfiliação “podem ocorrer mudanças”. Ele informou que Adolfo Quintas está fora do Brasil. “Não queremos que mais ninguém saia do partido. Vamos atuar para manter os demais juntos”.

Pesaro disse que cabe ao diretório municipal uma decisão sobre requerer na Justiça Eleitoral os cargos perdidos. Procurados, os vereadores Adolfo Quintas e Souza Santos não foram encontrados. Anunciaram o desligamento do PSDB hoje os vereadores Gilberto Natalini, Ricardo Teixeira, Dalton Silvano, Juscelino Gadelha e José Police Neto, presidente da Câmara Municipal.