O vice-líder do PSDB no Senado, Alvaro Dias (PSDB-PR), apresentou nesta segunda-feira requerimentos de convite dos ministros das Relações Exteriores, Antonio Patriota; da Secretaria-Geral da Presidência, Gilberto Carvalho; e do embaixador de Cuba no Brasil, Carlos Zamora Rodríguez, para esclarecer uma suposta mobilização contra a blogueira cubana e colunista do jornal O Estado de S. Paulo Yoani Sánchez. O tucano disse que é preciso que as autoridades esclareçam o teor de uma reunião que teria ocorrido no último dia 6 com militantes de partidos de esquerda brasileiros na tentativa de montar uma estratégia para denegrir a cubana, opositora do regime da família Castro, e que está no Brasil.

Detalhes da reunião foram publicados em reportagem da revista Veja deste final de semana. O encontro contou com a participação do embaixador cubano e um servidor subordinado ao ministro Gilberto Carvalho, que discutiram a divulgação de um suposto dossiê contra Yoani. “É claro que há aí uma indevida participação com envolvimento político nesta conexão que se estabeleceu para orquestrar esta ação de desqualificação da escritora cubana no Brasil em razão das posições que defende através, especialmente, do seu blog”, afirmou.