A Promotoria de Justiça de Cândido de Abreu, na região central do Estado, encaminhou anteontem recomendação administrativa à prefeitura e à câmara municipal da cidade para que cumpram a recente súmula antinepotismo do Supremo Tribunal Federal. Caso a recomendação não seja acatada, o MP-PR deve ingressar com ação judicial.