A Câmara de Curitiba aprovou nesta semana, por unanimidade de votos, projeto do vereador Luiz Felipe Braga Côrtes (PMDB) que prevê a instalação de dispositivos de segurança nas motocicletas em pontos de estacionamento determinados na cidade. Os equipamentos, segundo o parlamentar, são barras de aço no solo ou outro aparelho que permita a fixação de motos com correntes. O documento já foi encaminhado à Prefeitura e só depende da sanção do prefeito Cassio Taniguchi para entrar em vigor.

Segundo Luiz Felipe, o Instituto de Pesquisa e Planejamento Urbano de Curitiba (Ippuc) e a Urbs ficariam encarregados de desenvolver os dispositivos.

Hoje, em Curitiba, existem cerca de 116 mil motoboys em atividade e, segundo o vereador, que discutiu o assunto com associações, sindicatos e empresas que utilizam o sistema, são roubadas em média cinco motos por noite.

Roubos

O crescimento do número de roubos fez com que a categoria procurasse meios de reverter o quadro. “Eles entraram em contato comigo e percebi que o pedido atinge grande número de pessoas. A maioria dos motoboys trabalha com a própria motocicleta. Se for roubado, fica sem a garantia da renda mensal”, explica.

De acordo com o projeto, 211 pontos de instalação dos dispositivos já estão selecionados em Curitiba, especialmente nas áreas centrais. “Os motoboys fazem parte da economia da cidade. São cerca de 230 empresas que trabalham com os profissionais. Hoje qualquer estabelecimento pode disponibilizar entregas. É importante que tenham segurança”, completa Luiz Felipe.