Nos últimos dois anos, o número de desnutridos no Estado caiu até 90% em alguns municípios. Este índice foi alcançado com as ações do Programa Leite das Crianças do governo do Estado. A Saúde é responsável pela avaliação da qualidade do leite, através do Laboratório Central (Lacen) e pela avaliação nutricional das crianças atendidas. Já foram avaliadas 15,9 mil crianças e o índice de desnutrição já está diminuindo. Para o secretário de Estado da Saúde, Cláudio Xavier, o programa é uma das prioridades da secretaria. "Com o leite é possível diminuir o risco de doenças relacionadas à desnutrição infantil. Prevenir é sempre melhor que remediar", disse.

O programa é uma ação conjunta de várias secretarias estaduais, sendo que a Secretaria de Estado da Saúde faz o controle de qualidade do produto distribuído nas escolas e a Secretaria de Estado da Agricultura é responsável pelo controle do processo produtivo. Periodicamente, as coletas são feitas nas escolas pela Vigilância Sanitária, garantindo a qualidade do leite do ponto de vista microbiológico e físico-químico. Neste ano, foram coletadas 331 amostras com 4.303 análises realizadas.

O coordenador do Programa Leite das Crianças da Secretaria de Estado da Saúde, Luiz Armando Erthal, já percorreu todas as 22 regionais de Saúde para apresentar os resultados do programa em cada região. Além disso, Erthal discute com técnicos dos municípios e da própria regional estratégias para aprofundar e melhorar ainda mais os índices de vigilância nutricional das crianças atendidas pelo programa. Até o momento, 1.173 técnicos dos municípios e regionais de Saúde já foram capacitados para a Vigilância Sanitária e Nutricional, especificamente para o Programa Leite das Crianças.

Resultados

O município de Cerro Azul, localizado na região metropolitana de Curitiba, está entre os municípios que apresentaram maior evolução no quadro nutricional das crianças. Cerro Azul possui cerca de 16 mil habitantes. O índice de desnutrição infantil no município passou de 14% em dezembro de 2003 para 2% em maio de 2004.

Em Cerro Azul, cerca de 661 crianças são atendidas atualmente pelo programa, lançado no dia 16 de maio de 2003. A distribuição é feita em três dias da semana e cada criança tem direito a um litro de leite por dia. São 34 pontos, sendo que o mais distante fica a 50 km do centro da cidade.

Em Tibagi, município situado nos Campos Gerais, o número de crianças com desnutrição caiu de 27% em dezembro de 2003 para 14% em junho de 2004. Em Rio Branco do Sul e Bocaiúva do Sul, ambos na região metropolitana, a queda foi de 19% em janeiro de 2004 para 7% em julho, e de 15% em dezembro de 2003 para 7% em agosto deste ano. Nos 27 municípios que abrangem a 8.ª Regional de Saúde (Francisco Beltrão), o programa continua avançando.

Avaliação

A avaliação das crianças beneficiadas pelo programa é feita mensalmente pelo Sistema Único de Saúde (SUS), por meio de unidades básicas de saúde. Nestes locais são verificados o peso, altura e outros parâmetros físicos que apontem para o desenvolvimento nutricional das crianças. Outro benefício é a inclusão social apresentada pelo programa. Muitas das crianças atendidas nunca haviam freqüentado um posto de saúde antes, agora com o Programa Leite das Crianças, as mães devem levar as crianças para o acompanhamento. "Agora mais famílias e crianças utilizam o SUS como suporte para o atendimento básico de saúde pública", afirmou o secretário Cláudio Xavier.

Análises preliminares nas regiões do Vale do Ribeira e nas Regionais de Saúde de Ponta Grossa, Irati e Telêmaco Borba apresentaram um aumento substancial no número de crianças atendidas pelas unidades básicas de saúde.