O procurador-geral da República, Rodrigo Janot, abriu procedimento para apurar as declarações do candidato do PRTB à Presidência, Levy Fidelix, sobre homossexuais durante debate veiculado no Domingo passado pela TV Record.

O procedimento preparatório eleitoral foi instaurado com base em representação da Comissão Especial de Diversidade Sexual da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) levada à Procuradoria-Geral Eleitoral.

O Ministério Público Federal recebeu também representações de cidadãos sobre o assunto, aponta a Procuradoria-Geral. “Nós somos maioria, vamos enfrentar essa minoria. Não tenha medo de dizer: ‘sou pai, uma mãe, vovô’, e o mais importante é que esses (homossexuais) que têm esses problemas realmente sejam atendidos no plano psicológico e afetivo, mas bem longe da gente”, disse Fidelix na TV. As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.