Barrado pela lei da ficha limpa por condenação no Tribunal de Justiça (TJ) de São Paulo, acusado de contratar empresa de transporte de escolares sem licitação, o prefeito eleito de Ibiúna, Fábio Bello (PMDB), reassumiu o cargo nesta sexta-feira (3). Ele foi beneficiado de uma liminar dada pelo ministro do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), Luiz Fux, para que aguarde no exercício do cargo o julgamento de um recurso especial que interpôs contra sua inelegibilidade.

Essa foi a quarta troca de prefeito na cidade da região de Sorocaba em menos de dois anos. Bello foi o mais votado em 2012, mas teve o registro negado pela Justiça Eleitoral. O segundo colocado, Professor Eduardo (PT) assumiu em seu lugar, mas Bello conseguiu retomar o posto em agosto de 2013. Ele ficou pouco tempo no cargo, já que nova decisão levou o petista de volta à prefeitura. O Professor já anunciou que tentará cassar a mais recente liminar.