A Polícia Militar divulgou ontem o esquema de segurança para o primeiro turno das eleições, no domingo. Os policiais estarão e em todos os colégios eleitorais do Estado, somando efetivo total de 9.120 policiais militares, dos quais 1,2 mil atuarão na capital e cerca de 2 mil na região metropolitana e litoral.

“O número de policiais será aproximadamente três vezes maior do que em dias normais, principalmente na capital e grandes cidades”, afirmou o coronel Nerino Mariano de Brito, do 1.º Comando Regional da PM. As ações da polícia vão começar às 7h, quando as urnas começarão a ser distribuídas e só devem ser encerradas ao final do pleito. Junto com cada juiz eleitoral, estará um oficial. Em Curitiba, a PM terá uma central dentro do Tribunal Regional Eleitoral (TRE). As polícias Civil e Federal também vão prestar apoio.

Lei seca

A venda, compra e consumo público de bebidas alcoólicas estarão proibidos entre 6h e 18h de domingo. Se alguém for flagrado alcoolizado ou perturbando a ordem poderá ser preso. Em Curitiba, Maringá, Londrina, Cascavel e Foz do Iguaçu os detidos por crimes eleitorais serão encaminhados para os Fóruns, Unidades da PM ou da Polícia Civil. Já nas pequenas cidades serão entregues em delegacias.