Planilhas apreendidas pela Polícia Federal na sede da empreiteira Camargo Correa, e anexadas aos autos da Operação Lava Jato, revelam nomes de políticos que supostamente teriam recebidos valores.

Entre os políticos citados na tabela está o vice-presidente Michel Temer, que aparece duas vezes seguido pelo valor de US$ 40 mil. A assessoria de imprensa do vice-presidente disse que ele nunca recebeu nenhum valor da Camargo Corrêa.

Além de Temer, a planilha apresenta nomes de deputados, prefeitos e senadores, além de doações que a Camargo Correa teria feito a políticos do DEM, PDT, PMDB, PSDB e PT.

Reprodução: Jornal O Estado de São Paulo.