O candidato do PSDB à Presidência, José Serra, afirmou hoje que o PT é um partido especialista em fazer fofocas. “O tucano é inepto para fazer fofocas. O petista já nasce com o DNA. Às vezes eu me pergunto se ele aprende quando entra no PT ou se entra no PT porque já sabe”, afirmou, durante sabatina promovida pelo Grupo Estado. De acordo com ele, os petistas enganam a população ao afirmar que Serra acabará com projetos sociais, o Programa Universidade para Todos (ProUni) e concursos públicos, se for eleito. “O PT se organiza e espalha como uma central de espalhar boatos. É um coisa surrealista.”

Ao comparar as formas de cada partido se oporem ao governo, Serra disse que o PSDB faz uma oposição melhor sob o ponto de vista da nação e o PT faz uma oposição melhor sob a ótica da eficácia. Como exemplo, ele citou o ex-presidente Fernando Henrique Cardoso, que, na avaliação dele, fez uma “transição de cavalheiros” logo que o presidente Luiz Inácio Lula da Silva foi eleito. “Em seguida, começamos uma oposição estilo soft.”

Fantasia

José Serra também disse hoje que a publicidade eleitoral de Dilma é uma “fantasia”. A afirmação foi feita numa defesa ao seu programa, extremamente criticado por utilizar uma favela cenográfica. “Quer coisa mais fantasiosa que é o programa da Dilma? Parece aquele filme ‘Fantasia’, em que um elefante faz a dança das horas”, afirmou, referindo-se à animação de longa-metragem, considerada um clássico, produzida pelos estúdios Disney em 1940.

Segundo ele, a legislação não permite a utilização de cenas externas no programa eleitoral. Por esse motivo, a favela cenográfica foi montada em um estúdio.