Foto: Fábio Alexandre

Zucchi: indicação foi consensual.

A executiva estadual do PDT está indicando o advogado João Graça para o cargo de delegado regional do Trabalho ao ministro do Trabalho e presidente nacional do partido, Carlos Lupi. A escolha foi feita anteontem em reunião da executiva estadual comandada pelo vice-presidente do diretório regional do PDT, deputado estadual Augustinho Zucchi.  

Atualmente, o cargo é ocupado por Geraldo Serathiuk, indicado pelo PTB, que também tem defensores de peso. Entre eles, o governador Roberto Requião (PMDB) e vinte dos trinta deputados federais do Paraná. Requião deve interceder diretamente junto ao presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) para que Serathiuk seja mantido no cargo.

Graça é presidente do diretório municipal do PDT de Arapongas e membro dos diretórios estadual e nacional. Zucchi disse que a indicação foi consensual e que o nome será apresentado ao ministro pelo presidente estadual do PDT, senador Osmar Dias.

Osmar não participou da reunião e é contra a ocupação de cargos, pelo partido, no governo do presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT), mas se comprometeu com os demais integrantes da executiva estadual a levar a indicação ao ministro.

Segundo Zucchi, a posição do senador não enfraquece a indicação. ?Ele não quis indicar, mas reconhece o direito de o partido fazer a indicação. E o fato dele não ter participado não significa que o nome não tenha o aval dele?, argumentou o vice-presidente estadual do PDT.

Os pedetistas paranaenses alegam que estão na coalizão do governo Lula no Congresso Nacional e que o partido tem sido disciplinado nas votações de interesse do governo. ?Não estamos avaliando o trabalho do atual delegado. O caso é que estamos alinhados ao governo e isso tem ônus e bônus. Nós estamos sendo disciplinados e esperamos que os outros partidos da coalizão também sejam?, comentou Zucchi.

Currículo

O vice-presidente do partido afirmou que Graça tem qualificação para conduzir a Delegacia Regional do Trabalho no estado. Zucchi citou que o indicado é especialista em Direito Internacional e tem as condições necessárias para substituir Serathiuk.

O atual delegado tem o apoio do presidente estadual do PT, deputado federal André Vargas. Zucchi disse que pretende conversar com Vargas até a próxima semana. ?Respeitamos os apoios do atual delegado, mas o PDT está exercendo suas prerrogativas partidárias. Vou conversar sobre isso com o presidente estadual do PT?, afirmou.