O governador Roberto Requião (PMDB) considerou produtiva a reunião com o presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) realizada ontem, na Granja do Torto, em Brasília, com os 25 governadores para discutir as propostas das reformas da Previdência e tributária. Requião disse que houve uma evolução em muitas das propostas que já haviam sido apresentadas em encontro anterior com o presidente. E elogiou a capacidade de Lula para obter um consenso entre governadores de vários partidos em torno do seu projeto.

“A reunião foi excelente. O presidente conseguiu o consenso absoluto para fechar questão”, afirmou o governador do Paraná, que tem procurado não fazer ressalvas a alguns temas polêmicos que constam do texto das duas propostas de reforma. Para Requião, os projetos não representam ainda as mudanças ideais mas ele acredita que Lula precisa de todo o apoio para dar um primeiro passo para a implantação de seu projeto de governo.

“É hora de se unir em torno de Lula e dar a ele o apoio necessário para as transformações que o País precisa”, disse Requião.

O governador acredita que, sem as reformas, dificilmente o País sairá da crise em que se encontra e Lula não poderá realizar as mudanças que se propôs a fazer. “O Paraná, neste momento, não pensa em interesses localizados. Pensa sim no Brasil”, afirmou Requião, ressaltando que não há divergências fundamentais entre as propostas regionais e nacionais. “O momento é de renúncia e os estados devem abrir mão de interesses regionais”, finalizou.