O Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem-Terra (MST) anunciou que deixará a Fazenda Palermo, em São Borja (RS), até o amanhecer de amanhã. A decisão de sair da área foi tomada no final da tarde de hoje pelo grupo de 250 militantes que havia invadido a propriedade rural na madrugada de ontem.

Os sem-terra aceitaram a proposta do governo do Estado, que prometeu concluir a compra da propriedade rural quando a Justiça julgar as contestações que o dono fez à desapropriação, iniciada em 2001, entre as quais está o preço. Mas, ao mesmo, avisaram que podem voltar às manifestações se não forem informados em quatro dias do atual estágio do processo.