O Ministério Público Eleitoral deu parecer favorável ao pedido de cassação do mandato do deputado estadual Mário Roque (PMDB) por infidelidade partidária. Eleito primeiro suplente do PSB nas eleições de 2006, Roque assumiu uma cadeira na Assembleia após a renúncia de Fernando Carli Filho, que envolveu-se num acidente causando duas mortes em maio deste ano.

Como trocou o PSB pelo PMDB para disputar a prefeitura de Paranaguá no ano passado, Roque teve o mandato requerido por seu ex-partido. Se o Tribunal Regional Eleitoral acatar o parecer, quem fica com a vaga é Wilson Quinteiro (PSB), que disputou a prefeitura de Maringá no ano passado.