O Ministério Público do Paraná propôs ontem ação civil pública por improbidade administrativa contra a prefeita de Santa Terezinha de Itaipu, Ana Maria Carlessi, contra a empresa Pathernon Engenharia e contra os sócios, ex-sócio e servidora ligada à empresa. A Pathernon teria sido contratada sem licitação, em janeiro de 2009, para serviços de manutenção de praças, parques e jardins, produção de flores, mudas exóticas e nativas, manutenção dos serviços de poda, corte de grama e roçadas nas áreas urbanas e rural. O valor do contrato irregularmente celebrado foi de R$ 190.000,00.