A ex-ministra Nilcea Freire morreu na noite deste sábado, no Rio de Janeiro. Médica, pesquisadora e ex-reitora da Universidade do Estado do Rio de Janeiro (UERJ), ela comandou a Secretária Especial de Políticas para as Mulheres entre 2004 a 2010, durante o governo do ex-presidente Lula.

A morte de Nilcea foi confirmada pelo PT do Rio de Janeiro, que divulgou nota de pesar. “Nilcea Freire fez do Brasil uma liderança na área de políticas públicas para mulheres, tornando-se referência”, diz o texto, no qual destaca a realização da primeira Conferência Nacional de Políticas para as Mulheres, que resultou no Plano Nacional de Políticas para as Mulheres. Para o partido, a perda “deixa uma lacuna na militância feminista brasileira”.

Diversos políticos do PT destacaram neste domingo a figura de Nilcea. O ex-presidente Lula afirmou em sua conta no Twitter que “precisamos, cada vez mais, de Nilceas”. A ex-presidente Dilma Rousseff declarou que a ex-ministra “fará enorme falta” e deixa grande lacuna em todas as lutas populares. O senador Humberto Costa destacou a vida dedicada à luta contra as desigualdades.