Velório aconteceu na Câmara Municipal.

Morreu na madrugada de ontem no Hospital Evangélico em Curitiba o ex-deputado estadual Adhail Sprenger Passos. Ele tinha 79 anos e sofria de diabetes. Sprenger Passos foi velado no plenário da Câmara Municipal de Curitiba e sepultado no final da tarde, no cemitério Parque Iguaçu. Um dos fundadores do PMDB do Paraná, Sprenger Passos teve uma longa e bem-sucedida carreira política marcada no seu início pela resistência ao regime militar.

Natural de Guarapuava, Adhail foi engenheiro do Ministério das Telecomunicações e professor da UFPR e da PUC-PR. Ele foi vereador por quatro legislaturas – o primeiro mandato foi de 69 a 72 – deputado estadual em 82, e vice-prefeito de Curitiba na gestão de Roberto Requião entre 86 e 88. Sprenger Passos foi secretário de Estado da Ciência e Tecnologia no primeiro mandato do governador Roberto Requião.

O ex-deputado deixou três filhos – Adalnice, Adalberto e Alípio – e cinco netos (Gilberto, Gisele, Giovana, Augusto e Henrique). Apesar dos problemas de saúde, Sprenger Passos continuava participando da vida partidária. Recentemente, ele esteve envolvido na disputa pelo comando do diretório municipal do PMDB , como integrante da chapa que defendeu o lançamento de candidato próprio do partido à Prefeitura de Curitiba.

Referência

?O Adhail foi um dos símbolos de honestidade e seriedade da política paranaense. De todos os nossos políticos, foi um dos que mais se distinguiu pela conduta irrepreensível?, disse o governador Roberto Requião ao lamentar a morte do correligionário de longos anos.

?Curitiba soube reconhecer suas virtudes fazendo dele o vereador mais votado da história da cidade. Foi meu vice-prefeito e juntos conduzimos uma gestão de transformações na capital. Os mais novos não sabem e muita gente já esqueceu, mas Adhail foi um dos homens que conduziu o Paraná à modernidade no extraordinário governo de Ney Braga, coordenando o Badep. Curitiba e o Paraná perdem um dos seus mais insígnes e honrados filhos?, completou..

O presidente da Copel e ex-governador Paulo Pimentel foi uma das lideranças políticas que lamentaram a morte de Sprenger Passos. ?Perdemos um grande companheiro. Um político dedicado e um servidor do povo?, declarou Pimentel, que esteve no velório de Sprenger Passos.

O deputado federal Gustavo Fruet, que participou com Adhail da mesma chapa na recente disputa pelo diretório municipal de Curitiba, lembrou que ele e seu pai, o ex-prefeito Maurício Fruet, se elegeram vereadores na capital em 1969, dando início ao surgimento de um novo grupo político e consolidando o MDB: ?Eles marcaram a história do MDB, do PMDB e da política paranaense. Adhail era um homem de posições muito firmes, comportamento ético e olhos voltados para o futuro. Construiu uma bela história de vida, uma impecável carreira política e é motivo de orgulho para todos nós, paranaenses e curitibanos em particular?.

Amigo de longa data de Sprenger Passos, o vereador Paulo Salamuni expressou sua consternação. ?Para nós, ele era um símbolo do PMDB. Era um amante da democracia e sua atuação traduziu toda a dignidade de um homem público. Ele teve uma vida de serviços prestados à população?, disse o vereador peemedebista.