O Ministro dos Transportes, Paulo Sérgio Passos, recebeu na manhã de hoje o pedido de exoneração feito pelo diretor de Infraestrutura Rodoviária do Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (Dnit), Hideraldo Luiz Caron. De acordo com nota emitida na tarde de hoje pelo Ministério, o pedido de exoneração do diretor, filiado ao PT, será encaminhado ainda hoje à Presidência da República.

A decisão de deixar a diretoria do Dnit foi por pressão da Presidência, apesar das insistentes tentativas de Caron, de permanecer no cargo. O PR, partido aliado, diretamente atingido pelas denúncias de irregularidades, com a perda de cargos no setor, também pressionava. Mas hoje, depois da reportagem do jornal O Estado de S.Paulo, a presidente Dilma Rousseff decidiu que não tinha mais condições de mantê-lo no cargo.

De acordo com a reportagem, Caron teria aprovado contrato de R$ 30 milhões com a Prefeitura de Canoas (RS), para a construção de casas a sem-terras que ocupavam terreno próximo à construção da BR-448, contrariando pareceres da Advocacia Geral da União (AGU).