O senador Major Olímpio (PSL-SP) retirou sua candidatura à Presidência do Senado neste sábado, durante sessão preparatória para a eleição interna.

Sem mencionar o concorrente Davi Alcolumbre (DEM-AP) que tem o apoio do ministro-chefe da Casa Civil, Onyx Lorenzoni, o senador paulista voltou a criticar “aqueles que falam em nome do governo”.

“Quem fala pelo governo é o presidente Bolsonaro. Meu próprio partido me diz neste momento que minha missão está terminada nesse processo. Para não ser o PSL tido como intransigente, retiro minha candidatura”, disse.

O Major também criticou o Supremo Tribunal Federal (STF) por decidir que o pleito deve acontecer com voto secreto. Para o senador, a decisão do presidente do Supremo, ministro Dias Toffoli, já estava pronta.