enkontra.com
Fechar busca

Política

politica

Maia: nova forma de Bolsonaro trabalhar pode não gerar 308 votos no curto prazo

  • Por Estadão Conteúdo

Reeleito para assumir um terceiro mandato como presidente da Câmara, o deputado Rodrigo Maia (DEM-RJ) afirmou à GloboNews que o método do governo Jair Bolsonaro para ganhar apoio entre os parlamentares para aprovar a reforma da Previdência, por ser novo, pode não resultar em 308 votos, o mínimo necessário para aprovação de emendas constitucionais.

“Eu acho correto, mas por ser um método novo, há uma transição, então pode não gerar 308 votos no curto prazo”, disse Maia, em referência à intenção de Bolsonaro de negociar por meio de bancadas temáticas e não pelos partidos políticos.

O presidente da Câmara disse ainda que sua relação com o presidente Jair Bolsonaro “será sempre de muito diálogo”, assim como com todos os partidos políticos representados no Congresso.

Em resposta a uma pergunta sobre a possibilidade de o ministro da Casa Civil, Onyx Lorenzoni, ter atuado para a derrota de Maia, o deputado disse que não acredita nisso. “Se atuou, atuou mal, porque não me derrotou. Mas não creio que tenha atuado porque é muito competente”, afirmou.

Em seguida, Maia fez um agradecimento especial ao ministro Gustavo Bebianno, da Secretaria-Geral da Presidência da República. “Foi muito correto comigo”, disse. Também não deixou de agradecer a dois governadores petistas, Wellington Dias, do Piauí, e Camilo Santana, do Ceará. “Me deram aulas de gestão”, disse.

Siga a Tribuna do Paraná
e acompanhe mais novidades

Deixe um comentário

avatar
300

Seja o Primeiro a Comentar!


wpDiscuz

Últimas Notícias

Mais comentadas