A candidata do PT à Presidência, Dilma Rousseff, vai estrear hoje no horário eleitoral gratuito dizendo que representa o governo do presidente Luiz Inácio Lula da Silva. Além de exibir a petista como a única candidata capaz de dar continuidade aos programas de sua gestão, o próprio Lula vai mostrar a ex-chefe da Casa Civil como seu braço direito, uma “mãe” que cuida dos pobres.

A estratégia de investir no público feminino é considerada importante pelo marqueteiro João Santana, que não quer uma campanha ideológica entre esquerda e direita. A equipe do PT tem receio de que o candidato do PSDB, José Serra, explore “de forma enviesada” o passado de Dilma como guerrilheira e líder de grupos que pregavam a luta armada na ditadura.

Com forte tom emocional, o horário gratuito de Dilma na TV será mesclado por reportagens sobre a melhoria de vida das pessoas nos últimos oito anos. Para atrair o público feminino, a propaganda também lembrará tudo o que a candidata propõe para a família e para os jovens. O programa de combate ao crack está nessa lista. A campanha petista destacará, ainda, que Dilma está prestes a ser avó.