Foto: Agência Brasil

Presidente Lula: reunião na quarta-feira.

O governador Roberto Requião (PMDB) confirmou sua presença no jantar com o presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) na próxima quarta-feira, dia 11, quando o petista se reúne com os cinco ministros do PMDB, os deputados e dirigentes partidários.  

O jantar está sendo organizado pela direção nacional do PMDB, que convidou o presidente para um contato mais próximo com a ala parlamentar do partido. Mas também é uma chance de discutir a participação do PMDB nos cargos de segundo escalão do governo, já que é a primeira vez que o partido por inteiro se reúne com Lula.

Conforme a direção nacional, cento e cinqüenta pessoas foram chamadas para o encontro. Lula foi convidado pelo presidente do Senado, Renan Calheiros (PMDB-AL), que já reatou as relações com o presidente nacional do PMDB, Michel Temer (SP), que ficaram estremecidas depois que Temer assumiu a interlocução junto ao presidente, que antes era exclusiva do senador alagoano e do senador José Sarney.

O Paraná vai ser representado no encontro com Lula apenas pelo governador. Conforme a agenda do Palácio Iguaçu, Requião já viaja na terça-feira, dia 10, e somente volta na sexta-feira, dia 13. Ao que consta não vai se envolver na conversa sobre cargos. Segundo o líder do governo na Assembléia Legislativa e vice-presidente estadual do PMDB, deputado Luiz Claudio Romanelli (PMDB), o governador vai aproveitar a viagem para tratar de assuntos do interesse do Estado junto aos ministérios.

Conforme Romanelli, o governador vai cuidar dos detalhes finais do acordo com o governo federal, que anistiou o Paraná das multas aplicadas devido ao não pagamento dos títulos podres adquiridos pelo antigo Banestado, antes de ser privatizado.

Já o secretário geral do PMDB, João Arruda, explicou que o governador também irá fazer contatos com os deputados federais do Paraná. Entre os assuntos do governador com os deputados está a participação do estado no Programa de Aceleração do Crescimento (PAC).