O presidente Luiz Inácio Lula da Silva prometeu nesta segunda-feira (23) ajudar as prefeituras a terem “um mínimo de capacidade de investimento”, ao se referir à queda na receita do Fundo de Participação dos Municípios (FPM). “Isto é um problema”, afirmou ele, em discurso no município metropolitano de Vitória de Santo Antão, em Pernambuco, durante inauguração de fábrica da Sadia. “Se a prefeitura não estiver bem, o povo não estará bem.”

O presidente reconheceu que “os prefeitos estão agoniados porque está diminuindo” o FPM, mas disse estar atento à questão. De forma didática, ele afirmou para a plateia que “se cai a receita do governo federal, cai a receita do governo estadual e cai a receita do município”.

Porém, ele não explicou de que maneira irá agir para promover esse “mínimo de capacidade de investimento” das cidades. Limitou-se a dizer que “se cada prefeitura tiver (essa capacidade), vai facilitar a vida do governador, que vai chorar menos para o presidente, o que também vai facilitar a vida do presidente e vai sobrar dinheiro para a gente fazer as coisas”.