Foto: Ricardo Stuckert/Agência Brasil

Lula: definindo prioridades.

O candidato à reeleição à Presidência da República, Luiz Inácio Lula da Silva (PT) disse, ontem à noite, que, caso seja reeleito, continuará dando prioridade aos pobres em seu governo, a despeito de ser acusado de promover a divisão da sociedade brasileira. ?O que eu gostaria de dizer é que eu sou o presidente de todos os brasileiros, mas os pobres continuarão, sim, tendo prioridade, porque são os mais necessitados?, disse ele.

Lula fez as declarações em um comício em Duque de Caxias, na Baixada Fluminense. ?Nós somos acusados quase que diariamente de querer dividir a sociedade entre ricos e pobres, mas isso acontece porque nós gostamos dos pobres?, afirmou ele.

O petista falou sobre a proposta de ampliar o ensino público em nível técnico e universitário. Também afirmou que foi capaz de realizar coisas que seus antecessores diziam ser impossíveis. ?Eu lembro que eles diziam que não dá para dar aumento do salário mínimo, porque vai quebrar as prefeituras e a Previdência Social. Nós demos o maior aumento dos últimos 30 anos e não quebrou nenhuma prefeitura, e não quebrou a Previdência Social.?