Foto: Arquivo

Graça é de Arapongas.

O advogado João Alberto Graça, presidente do PDT de Arapongas e membro dos diretórios estadual e nacional do partido, é o novo delegado regional do Trabalho no Paraná.  

Ele foi nomeado ontem pelo ministro do Trabalho Carlos Lupi, que é presidente nacional do PDT e atendeu à indicação das lideranças do partido no Paraná, que desde abril vêm sugerindo o nome do advogado para o cargo.

Graça assumirá no lugar de Sérgio Silveira de Barros, funcionário de carreira da Delegacia Regional do Trabalho (DRT), onde é chefe do setor de saúde e segurança do trabalho. Barros assumiu interinamente a delegacia no dia 8 de agosto, indicado por Lupi para substituir Geraldo Seratiuk, que ocupava o cargo desde o início do primeiro mandato do presidente Luiz Inácio Lula da Silva, em 2003. Indicado pelo PTB, Serathiuk tinha o apoio de várias lideranças do PT e do PMDB estadual para permanecer no cargo e ainda a simpatia do governador Roberto Requião (PMDB), que teria pedido ao presidente Lula para mantê-lo na função, mas Lupi, que assumiu o ministério em abril, após a coalizão do PDT com o governo Lula, determinou, há dois meses, a troca de todos os delegados.

O presidente estadual do PDT, senador Osmar Dias, confirmou que a indicação de João Graça foi feita pela executiva estadual do partido, embora ele, pessoalmente, tenha a posição de não assinar nenhuma indicação. Osmar também confirmou que a nomeação Sérgio Silveira de Barros, em agosto, foi feita em caráter temporário até que os procedimentos de análise do currículo de João Graça fosse concluído.

João Graça tomou posse em Brasília, onde já recebeu as primeiras orientações do Ministério do Trabalho e prometeu um trabalho afinado com o partido e com o governo Lula. Ele confirmou que seu nome já havia sido aceito pelo ministro em agosto, mas como possui um escritório de advocacia, precisou destes dois meses para se desvincular das empresas. ?Mas o Sérgio Barros é uma pessoa de minha total confiança e será o delegado substituto?, informou.

O novo delegado do trabalho volta hoje à Curitiba, onde pretende reunir-se com os chefes de setor para traçar as metas deste final de ano e já preparar o orçamento do ano que vem. ?Temos como meta cumprir algumas novas diretrizes do ministério, como a mudança da nomenclatura e a alteração do regimento interno, com novas atribuições. Pessoalmente, meu objetivo à frente da DRT é trazer, de maneira educativa, o cumprimento da legislação trabalhista?, declarou.