Por ordem judicial, o governo do Paraná pagou R$ 452.667,63 ao senador Roberto Requião, referente à pensão especial vitalícia concedida aos ex-governadores no Estado, e que foi suspensa pelo governador Beto Richa em 2011. O valor foi depositado na conta de Requião no dia 29 de agosto.

O senador ficou de junho de 2011 a agosto de 2012 sem receber o benefício. Em setembro de 2012, Requião obteve uma liminar e voltou a receber o valor da aposentadoria e, como não obteve o valor retroativo, acionou novamente a Justiça para receber esse montante. O valor mensal da pensão é de R$ 26,5 mil.

Segundo a assessoria de imprensa do Palácio Iguaçu, o governo do Paraná pagou em função da determinação do Tribunal de Justiça do Paraná (TJ-PR) que estipulou multas no caso do não cumprimento da decisão, mas ajuizou um recurso no Supremo Tribunal Federal (STF) e o Superior Tribunal de Justiça (STJ) questionando o pagamento e a constitucionalidade do benefício.

Paraná Online no Google Plus

Paraná Online no Facebook