O presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), Carlos Ayres Britto, calcula que o julgamento do mensalão consumirá 105 horas. Com sessões às segundas, quartas e quintas-feiras, a Corte deverá demorar oito semanas para decidir se absolve ou condena os 38 réus acusados de envolvimento com o principal escândalo de corrupção do governo do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva.

Pela simulação, se o julgamento começar em junho, terminará no final de agosto já que o tribunal não se reunirá em julho, que é um mês tradicional de férias no STF. Se o processo começar a ser analisado em agosto, a decisão deverá sair no final de setembro, ou seja, às vésperas da eleição municipal. Ainda não foi marcada a data de início do julgamento. Isso depende de o revisor do processo, ministro Ricardo Lewandowski, concluir o seu voto.