Durante 10 dias, o vice-presidente da Câmara de Curitiba, Sabino Picolo (DEM) deve substituir João do Suco (PSDB) na presidência da Casa. O tucano protocolou ontem pedido de licença de suas funções como vereador. Consequentemente, também fica afastado de seu cargo na mesa executiva.

Para justificar o pedido, Suco apresentou atestado médico. Segundo sua assessoria de imprensa, a licença foi exigência médica devido ao estresse por estar passando por período de problemas de saúde na família. Portanto, a licença não teria relação com as denúncias a respeito de sua possível participação em irregularidades na distribuição de verbas de publicidade da Câmara. A licença vai até o próximo dia 28. Sabino Picolo presidiu o Legislativo entre o primeiro pedido de afastamento do ex-presidente João Cláudio Derosso (sem partido), em novembro do ano passado, e a eleição de João do Suco para a presidência, em março. Sua cadeira no plenário não será ocupada, porque o suplente só assume em licenças superiores a 120 dias.