A Delegacia da Polícia Federal devolveu ontem ao relator Jaime Stivelberg, do Tribunal Regional Eleitoral, o inquérito que investiga o suposto caixa dois na campanha de Cássio Taniguchi, após ter tornado sem efeito o ato de indiciamento.

Os advogados do prefeito de Curitiba, Cássio Taniguchi (PFL), e do vice-prefeito licenciado, Beto Richa (PSDB), têm até esta quinta-feira, às 19h, para apresentarem suas defesas sobre a investigação judicial que corre na 1.ª Zona Eleitoral, a pedido do Partido dos Trabalhadores (PT). O processo foi aberto em janeiro de 2000, e corre paralelamente a outros processos que investigam o uso de um possível caixa 2 na campanha à reeleição de Taniguchi e abuso do poder econômico. O PT pede a investigação sobre abuso de poder político de autoridade.