Foto: João de Noronha
Iatauro: oposição fiscaliza.

O secretário da Casa Civil, Rafael Iatauro, disse ontem que o líder da bancada de oposição, Valdir Rossoni (PSDB), não faz mais do que cumprir o seu papel ao anunciar que irá fiscalizar a execução da Política de Desenvolvimento Econômico do Paraná, apresentada pelo governo do Estado na terça-feira passada, 24, que prevê as ações e investimentos até 2010. ?A oposição está fazendo o trabalho dela, que é de fiscalizar?, disse.

Anteontem, Rossoni criticou o plano do governo, questionando a existência de fonte de recursos para sua execução. O governo projetou gastos de R$18,2 bilhões nas ações, que compreendem obras e investimentos nas áreas de saúde, educação, meio ambiente e infra-estrutura.

Conforme o líder da bancada de oposição, o projeto é irreal, tendo em vista que a receita do estado estaria comprometida com despesas de custeio e não sobraram recursos para o projeto. Ele disse, ainda, que o anúncio de novas obras e investimentos sem que outras estejam com o cronograma em dia ou concluídas contraria a Lei de Responsabilidade Fiscal (LRF).

Iatauro respondeu que todas as obras foram projetadas seguindo os critérios estabelecidos na Lei de Responsabilidade Fiscal e que as fontes de recursos são orçamentárias, com base em projeções realistas da arrecadação. O secretário da Casa Civil declarou que Rossoni e os deputados de oposição irão colaborar com o governo e o sistema democrático ao acompanhar a aplicação dos recursos e a realização das obras.