Os candidatos Fernando Haddad (PT) e Ciro Gomes (PDT) aproveitaram uma pergunta sobre meio ambiente para fazer uma “parceria” e tecer críticas a Jair Bolsonaro (PSL), que não participou do debate por orientação médica.

Haddad, que comentava sobre desenvolvimento sustentável, disse que o capitão reformado do Exército é apoiado por “ruralistas arcaicos”, que estão querendo retroceder com o Brasil.”

Ciro, além de criticar o candidato do PSL, utilizou a deixa para criticar a polarização que o PT ajudou a introduzir no País. Para ele, o partido perdeu a condição política de reunir a população brasileira. “Boas ideias necessitam de ambiente político para enfrentar o fascismo e a radicalização estúpida que Bolsonaro representa”, afirmou.