Marcos Borges/O Estado
O ex-deputado e ex-prefeito Rafael Greca com Margarita Sansone: diretrizes para futuro plano de governo.

Mesmo faltando mais de um ano para as eleições municipais, o ex-deputado e ex-prefeito Rafael Greca, após ter anunciado ser o pré-candidato do PMDB na disputa de 2012 em Curitiba, já começou a fazer campanha. Durante a tarde desta sexta-feira (15), ele anunciou as diretrizes de seu futuro plano de governo para a capital. Entre as principais promessas, estão a retirada dos radares de toda a cidade, o retorno dos shows e atividades culturais na Pedreira Paulo Leminski e a troca do metrô por um projeto de instalação de monotrilhos.  

Apesar de Greca negar que está em campanha já, o comunicado foi feito em uma sala pertencente ao partido, com um grande banner com uma foto do senador Roberto Requião ao fundo. Além de pré-candidato do partido à Prefeitura de Curitiba, Greca compõe com o correligionário a única chapa inscrita até o momento para a eleição do diretório municipal do PMDB, que acontece neste domingo (17). Requião também será o principal apoiador do ex-prefeito em sua nova empreitada pelo governo municipal na capital, buscando alavancar os votos para o candidato com seus próprios eleitores.

De acordo com o pré-candidato, o plano de governo para Curitiba foi elaborado com base em cinco diretrizes básicas – mobilidade, oportunidade, solidariedade, sustentabilidade e novidade -, mas não está completamente acabado. “Este ainda é um conjunto de ideias que vão ser aperfeiçoadas com o processo político, que começa neste domingo com a eleição para o diretório de Curitiba”, afirma.

Greca ainda admitiu a importância de Requião para sua candidatura. “A volta do senador Requião à presidência do diretório tem caráter simbólico de restauração do MPB ‘velho de guerra’, vivo, vigoroso e democrático. O projeto que queremos para a capital é uma síntese da prática de Requião e minha quando fomos na Prefeitura”.

Além das promessas de encerrar a atividade dos radares – para que a Prefeitura deixe de ser um órgão “multador” -, reabrir a Pedreira – para beneficiar os jovens – e substituir o metrô por outra opção de transporte – muito mais barata e econômica, segundo ele -, Greca ainda apresentou propostas para outros setores. São projetos referentes à mobilidade com veículos elétricos, aumento no número de parques e creches, internet gratuita e redução de impostos, principalmente o Imposto Predial e Territorial Urbano (IPTU).

Embate com Ducci

Greca afirma que não tem medo do embate com o atual prefeito Luciano Ducci nem com qualquer outro candidato na disputa em 2012. “Podemos combater qualquer adversário com a nossa força de ideias e o amor, que é a condição da nossa missão”, avaliou. Questionado se os recursos atuais da Prefeitura seriam suficientes para os investimentos em tantos novos projetos, o pré-candidato novamente lembrou seu passada, citando sua gestão na Prefeitura durante a década de 1990. “Na minha época, tínhamos apenas R$ 2 bilhões e conseguimos realizar todos os projetos propostos. Então, por que não conseguiríamos agora, que a Prefeitura dispõe de R$ 5 bilhões?”.