O Governo do Estado de São Paulo terá uma redução de gastos de mais de R$ 60 milhões ao ano com a redução das despesas dos cargos comissionados que foram extintos desde o início do ano. Balanço da Secretaria de Gestão Pública, obtido com exclusividade pela Agência Estado, mostra que de janeiro até julho, o governo paulista enxugou 4,2 mil cargos de confiança da administração direta e autarquias, com uma economia mensal de gastos da ordem de R$ 5,4 milhões.

"Estamos avançando na meta de melhorar a qualidade dos gastos e promover a eficiência na gestão da máquina pública", afirmou o secretário estadual de Gestão Pública, Sidney Beraldo. Segundo ele, a medida vai muito além da simples redução desses cargos. "Ao mesmo tempo, estamos promovendo uma política pública de resultados, investindo na qualidade do funcionalismo e instituindo novas carreiras, como a de especialista em políticas públicas e a de especialista em planejamento e orçamento", emendou.

Para o secretário, é fundamental que a população possa contar com um funcionalismo de qualidade e com uma máquina pública mais enxuta e que funcione efetivamente. "O executivo paulista vem mostrando, na prática, que é possível melhorar a eficiência da máquina e promover serviços de qualidade à população." A determinação de enxugar os gastos faz parte do elenco de decretos divulgados pelo governador José Serra (PSDB), na ocasião de sua posse no Palácio dos Bandeirantes, em janeiro.