O Fórum da Justiça Eleitoral em Apucarana deverá estar pronto antes das eleições de 3 de outubro. A informação foi transmitida ao prefeito Valter Pegorer (PFL) por representantes da empreiteira Alfa Sul Engenharia Ltda. e da comissão de obras do Tribunal Regional Eleitoral (TRE) – Valcir Mombach (assessor geral) e Sérgio Luiz Ritzmann (assessor da presidência). O prédio, que terá 400 metros quadrados de construção, foi doado pela prefeitura ao TRE em fevereiro deste ano.

Pegorer lembrou que o investimento será de R$ 400 mil e que a obra centralizará toda a estrutura da Justiça Eleitoral, hoje concentrada no Fórum Desembargador Clotário Portugal. Além de uma ampla sala onde serão guardadas as urnas eletrônicas de municípios da região, o Fórum da Justiça Eleitoral do TRE de Apucarana terá uma ampla sala de espera com 82 bancos, seis guichês de atendimento ao eleitor, sala de audiência, sala para o juiz e cartório eleitoral.

“A empreiteira já deu entrada no projeto para que seja avaliado e expedido alvará de construção. É um projeto moderno, com início imediato e previsão de cinco meses para estar pronto”, disse Ivo Gilberto Martins, secretário municipal de Planejamento e Infra-estrutura.

Para o juiz da 2.ª Vara Cível da Comarca de Apucarana, Katsujo Nakadomari, a informação de que a construção do Fórum Eleitoral terá início imediato veio em boa hora porque Apucarana possui apenas os cartórios eleitorais, que funcionam no prédio do Fórum Desembargador Clotário Portugal. Além de Apucarana, a comarca compreende os municípios de Cambira e Novo Itacolomi. “Além de poder prestar um melhor atendimento aos eleitores, o novo espaço vai manter com maior segurança as urnas eletrônicas”, comentou.