enkontra.com
Fechar busca

Política

politica

Ex-governador Beto Richa é ignorado em posse de Ratinho Júnior

  • Por Estadão Conteúdo

Mesmo depois de cumprir sete anos de governo, Beto Richa (PSDB) foi ignorado na posse do novo governador do Parana, Ratinho Júnior (PSD), durante a cerimônia realizada na manhã desta terça-feira, 1º. Alvo de pelo menos três ações na Justiça, Richa deixou o cargo em abril, para se candidatar ao Senado, mas foi preso na semana da eleição e não conseguiu a votação necessária para conquistar um lugar no Congresso.

Ratinho recebeu o cargo da vice Cida Borghetti (PP), mulher do ex-ministro da Saúde Ricardo Barros, e derrotada nas eleições de outubro. Em seu discurso, Cida chegou a citar o fato de “ter eliminado a corrupção no governo do Estado”, fazendo referência às exonerações de ex-assessores de Richa que haviam permanecido durante a sua gestão.

Sem citar o nome do ex-governador, ela destacou que deixa o salário do funcionalismo em dia e o Estado com R$ 5,3 bilhões em caixa, para pagar as despesas mais imediatas, deste total, R$ 400 milhões estariam à disposição do novo governador para investimentos.

“Isso é consequência da responsabilidade com que administramos e o equilíbrio das finanças públicas”, afirmou Cida.

No entanto, a equipe de transição de Ratinho já afirmou que vai auditar todos os contratos do atual governo e fazer um pente-fino nos 2,5 mil cargos comissionados do Estado, embora o Paraná tenha a menor porcentagem de comissionados em relação às outras unidades da federação.

“Nossa primeira ação será devolver o avião alugado”, brincou Ratinho, fazendo referência a uma aeronave alugada pelo ex-governador Beto Richa, para viagens oficiais.

Reforma administrativa

O primeiro indicativo do novo governador foi a diminuição de 28 para 15 secretarias. De acordo com estudos da equipe de transição, cada pasta extinta representa uma economia de R$ 300 mil mensais para o Estado.

“Vou praticar o Estado necessário, aquele que se pauta pela eficiência e pela estrutura necessária para resgatar a dignidade dos que mais precisam”, disse o governador.

Filho do apresentador

Carlos Massa Ratinho Júnior tem 37 anos e é o segundo mais jovem a assumir o Paraná (o primeiro foi Paulo Pimentel, nos anos 60, aos 35 anos), e é filho do apresentador de TV Ratinho. Natural de jandaia do Sul, região Norte do Paraná, o novo governador emocionou-se ao lembrar a origem humilde.

O pai Ratinho veio do interior para Curitiba nos anos 80 para trabalhar como radialista. Ficou conhecido por ser repórter do ex-apresentador de programa policial Luiz Carlos Alborghetti, o Cadeia. Elegeu-se deputado federal duas vezes e no segundo mandato desistiu da política.

Aproveitando a fama do pai, Ratinho Júnior oi o deputado estadual mais votado na eleição de 2002, depois disso, foi eleito deputado federal em 2006, perdeu a eleição para prefeito de Curitiba em 2012, para Gustavo Fruet (PDT), em 2014 voltou a ser deputado estadual e venceu a disputa pelo governo do Paraná, em 2018, no primeiro turno, com mais de 60% dos votos.

A cerimônia de posse foi realizada pela manhã para que Ratinho pudesse seguir para a posse do presidente Bolsonaro, em Brasília.

Siga a Tribuna do Paraná
e acompanhe mais novidades

Deixe um comentário

avatar
300

Seja o Primeiro a Comentar!


wpDiscuz

Últimas Notícias

Mais comentadas