bricha251204.jpg

Ducci e Beto em reunião
no último dia 14.

No dia seguinte ao segundo turno das eleições em Curitiba, o prefeito eleito Beto Richa (PSDB) e seu vice, Luciano Ducci (PSB) já se debruçavam sobre a estruturação do trabalho de transição que viria a seguir. A equipe encarregada da tarefa foi definida na mesma semana.

Composto por cinco técnicos que tinham participado da elaboração do Plano de Governo e sob a coordenação de Ducci, o grupo começou o levantamento de toda a estrutura do governo municipal, de organograma a orçamento, passando por convênios, contratos e licitações.

Foram reuniões diárias em que, com a ajuda de uma equipe de transição indicada pelo prefeito Cassio Taniguchi (PFL), tratou-se de levantar números e documentos em ritmo intensivo para, já no anúncio do secretariado, feito por Richa no dia 13 de dezembro, passar a cada um deles um roteiro inicial contendo o maior número possível de informações sobre a estrutura e a atuação de cada órgão. Todos os membros da equipe de transição foram aproveitados na equipe do futuro prefeito: Carlos Homero Giacomini foi designado para a presidencia do Instituto Municipal de Administração Pública – Imap; Clodualdo Pinheiro Júnior para o Ippuc; Gilberto Bueno Coelho para a secretaria de Urbanismo, Ivan Bonilha para a Procuradoria Geral do município e Luiz Eduardo Sebastiani deve ir para a diretoria de Transportes da Urbs, um setor crucial para uma administração que inicia com a ambiciosa meta de reduzir o preço da tarifa do transporte coletivo.

Linhas gerais

Antes de viajar para duas semanas de descanso, Richa reuniu o secretariado para discutir linhas gerais de atuação, onde se destacam o Plano de Ação para os primeiros 180 dias de governo, a prorrogação do prazo para o pagamento do IPTU até o dia 21 de janeiro mantendo o desconto de 20%, e estudos visando a redução do preço da passagem de ônibus, uma das principais promessas de campanha.

A assinatura, no último dia 22, do contrato da empresa Cavo para realizar, por um período de cinco anos, a coleta de lixo na capital, foi um dos primeiros pontos de desconforto entre a nova equipe e a que está deixando o poder. Richa e Ducci chegaram a fazer um apelo a Cassio Taniguchi (PFL) para que cancelasse a licitação, uma vez que o contrato vai vigorar ao longo de toda a próxima gestão. A antecipação do pagamento do IPTU foi outro. O assunto acabou indo parar na Justiça, por obra de uma ação popular, e já tem parecer do juízo da 3.ª Vara da Fazenda Pública bloqueando a utilização do dinheiro arrecadado antecipadamente.

O vice-prefeito Luciano Ducci permaneceu até o dia 23 em reuniões com os futuros secretários, desta feita individualmente, das quais participaram ainda os próximos secretário de Governo, Ricardo MacDonald Ghisi, chefe de gabinete Ezequias Moreira, e presidente do Imap, Carlos Homero. Nesses encontros foi discutida a complementação da equipe, que será submetida a Richa quando ele retornar a Curitiba, no dia 29.

Segundo Ducci, ainda antes da posse estão previstas reuniões individuais de Beto com os secretários, e no dia 1.º de janeiro mesmo, logo após assumir, ele assina o decreto prorrogando o pagamento do IPTU. Ainda falta definir se o Plano dos 180 dias será anunciado no dia 1.º ou no dia 3 de janeiro, quando um culto ecumênico e um café da manhã do prefeito com seu secretariado marca o início das atividades normais. No dia 6, cada secretário se reunirá com seus auxiliares, e no dia 7 uma reunião geral de secretários, diretores e superintendentes de todos os órgãos ligados à administração municipal com o prefeito está marcada para o Salão de Atos do Parque Barigüi.

Plano de Ação

A expectativa agora gira em torno do Plano de Ação para os primeiros 180 dias de governo que, segundo o próprio Beto afirmou ao anunciar a composição de sua equipe, terá forte cunho social. Mais ele não adiantou. O que se sabe é que o plano não será direcionado a esta ou àquela área específica, mas envolverá todas as pastas em ações coordenadas. Estão em estudo a realização de mutirões para aliviar o gargalo representado pelas consultas especializadas no setor de saúde, concursos para contratação de médicos, a retomada das obras da unidade 24 horas do Pinheirinho, a implementação, até o final do 1.º semestre, do programa Comunidade-Escola, a implantação do programa Perto de Você, que prevê pequenas obras nos bairros marcando a presença permanente da Prefeitura, e a sinalização dos radares, pondo um fim aos chamados "radares-arapuca". Paralelo a isso, Beto Richa está empenhado, dentro e fora do PSDB, em unir prefeituras e partidos num movimento visando a desoneração das tarifas federais que incidem sobre os preços do transporte coletivo e sobre o óleo diesel, fatores decisivos na composição da planilha de custos.