enkontra.com
Fechar busca

Política

Tenso!

Em vídeo, Moro é abordado em supermercado: ‘Por que o Queiroz não é a pauta?’

  • Por Estadão Conteúdo

Um vídeo que circula nas redes sociais mostra o ministro da Justiça e Segurança Pública, Sérgio Moro, sendo cobrado pelo caso de movimentações financeiras suspeitas do ex-assessor de Flávio Bolsonaro na Assembleia Legislativa do Rio de Janeiro (Alerj), Fabrício Queiroz.

A assessoria de Moro confirmou o ocorrido no último domingo, 6, em um supermercado em Brasília. O ministro aparece distante na gravação, em um dos caixas do mercado, enquanto um rapaz grita “Por que o Queiroz não é a pauta? A roubalheira do PT é pauta, a roubalheira do Queiroz, do PSL, não é pauta do governo, ele não pode falar sobre isso?”.

Ao lado do homem que gravou o vídeo, aparece outra pessoa, no mesmo caixa, alegando que queria comprar uma garrafa d’água. A assessoria de Moro confirmou se tratar de um dos integrantes da equipe do ministro, que teria tentado evitar o constrangimento.

“Vai me censurar por isso? Disse que queria conversar comigo lá fora? Não, fala aqui. Você não é segurança do Moro? Sua fila é aquela lá”, afirma o homem que grava o vídeo, apontando para a direção onde se encontra o ministro.

“Você está sendo desagradável e mal educado com todo mundo aqui”, afirma Moro, em seguida. Ao fundo, a voz de uma mulher pede ajuda ao Estado do Ceará, que tem sofrido onda de violência e ataques na última semana e teve o envio da Força Nacional autorizado pelo ministro.

Moro, antes juiz que comandou a Operação Lava Jato e a prisão de envolvidos nos esquemas de corrupção, inclusive do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, tem sido questionado sobre a falta de posicionamento a respeito das investigações que atingem o funcionário do filho do presidente Jair Bolsonaro.

Queiroz, que esteve internado no Hospital Albert Einstein, em São Paulo, após cirurgia para retirada de tumor, não compareceu a duas audiências convocadas pelo Ministério Público Estadual do Rio de Janeiro. Em entrevista ao canal SBT, no dia 26 de dezembro, alegou que a movimentação de R$ 1,2 milhão em sua conta é originária da venda de carros.

Tanto sua esposa quanto suas filhas, também funcionárias e ex-funcionárias da Alerj no gabinete de Flávio, não deram data para comparecer ao MP-RJ por acompanharem a recuperação de Queiroz em São Paulo.

Também nesta terça, a esposa de Sérgio Moro, Rosangela Moro, postou em sua conta do Instagram uma foto da bandeira do Brasil com a mensagem: “O dia em que todos os brasileiros se conscientizarem que somos um só povo com as mesmas preocupações veremos um grande avanço e estaremos no caminho certo. Parem de reclamar e esperem para ver a que veio este novo governo”, escreveu Rosângela. “#bolonaromoroguedes (sic). Redução de custos, corte de despesas desnecessárias, zero propina. Chega de mimimi. Apenas espere e assista.”

O contexto da publicação seria as divergências entre a ala econômica do governo Bolsonaro, comandada pelo ministro da Economia, Paulo Guedes, e a ala política, liderada pelo ministro da Casa Civil e ex-deputado federal, Onyx Lorenzoni. A publicação de Rosangela foi apagada das redes sociais.

Siga a Tribuna do Paraná
e acompanhe mais novidades

Deixe um comentário

avatar
300

25 Comentários em "Em vídeo, Moro é abordado em supermercado: ‘Por que o Queiroz não é a pauta?’"


Rodrigo dos Santos
Rodrigo dos Santos
12 dias 4 horas atrás

Esses jum entos comedores de capim são uns comédias!! Sempre se fizeram de cegos para as falcatruas da maior organização criminosa que ja se viu na história mundial e que levou a banca rota toda uma nação. E agora estão preocupados com o Queiroz e a Wal do açai!! Seria cômico se não fosse trágico!!

Curitibano Gema
Curitibano Gema
12 dias 7 horas atrás

Governo Bozonaro é o PT verde e amarelo. VAi ser a mesma coisa e o culpado é quem votou.

Kek Kruger
Kek Kruger
12 dias 13 horas atrás

É esse Bolsonaro é outro corrupto! Cade o Queiroz que depositou dinheiro na conta do filho, da primeira dama.

MAIOR DO ESTADO
MAIOR DO ESTADO
12 dias 45 minutos atrás

cade a assessora do petista que movimentou 26,5 milhoes?????? Pq ela nao foi sequer intimada…

Cláudio
Cláudio
12 dias 16 horas atrás

Eu “moro” e não vejo tudo.
Não mudou e não vai mudar nada.
Está começando da mesma forma que terminou.
Omissão na caruda.
Mas tudo bem. Afinal, vamos ter armas e o povo se deleita com essa possibilidade, como uma criança segurando um doce.

Fernando Dunha
Fernando Dunha
12 dias 20 horas atrás

Se é para ser serio tem que passar o rodo geral, ou vai poupar aliados MORO!!!!

wpDiscuz

Últimas Notícias

Mais comentadas