A presidente Dilma Rousseff nomeou, nesta terça-feira, 27, o secretário-geral das Relações Exteriores, embaixador Eduardo dos Santos, como ministro das Relações Exteriores interino, no lugar de Antonio Patriota, que deixou o cargo na segunda-feira, 26, depois do caso sobre a chegada ao Brasil do senador boliviano Roger Pinto Molina, que estava na representação diplomática do Brasil em La Paz desde maio de 2012. Pinto Molina, opositor do presidente Evo Morales, chegou ao País no último sábado, 24, após viagem de 22 horas em veículo diplomático brasileiro.

Eduardo dos Santos deve ficar no cargo até a nomeação do embaixador Luiz Alberto Figueiredo, que assumirá o comando do Itamaraty em definitivo, conforme indicou a presidente Dilma na segunda-feira, 26, em nota distribuída pelo Planalto. Luiz Alberto Figueiredo é até agora o representante permanente do Brasil na Organização das Nações Unidas (ONU), cargo que será ocupado por Patriota.

A nomeação do embaixador Eduardo dos Santos e a exoneração, a pedido, de Antonio Patriota estão em decretos publicadas hoje no Diário Oficial da União (DOU).