enkontra.com
Fechar busca

Política

Facada

Dono da Havan diz que foi vítima de terrorismo: “Apareceu um Adélio para me matar”

  • Por Redação / Tribuna do Paraná
Reprodução

O empresário Luciano Hang, dono da rede de loja de departamentos Havan, disse na última quarta-feira (6) que sofreu uma tentativa de ataque a faca igual ao que o presidente Jair Bolsonaro (PSL) sofreu durante a campanha eleitoral do ano passado. Segundo Hang, que é um dos principais apoiadores de Bolsonaro, um morador da cidade de Brusque, em Santa Catarina, local da matriz da rede, esfaqueou um boneco com o rosto do empresário.

+ Fique esperto! Perdeu as últimas notícias sobre segurança, esportes, celebridades e o resumo das novelas? Clique agora e se atualize com a Tribuna do Paraná!

“Apareceu um Adélio para me matar”, disse Hang num vídeo publicado durante a tarde, chamando os seus seguidores para acompanhar a transmissão que faria ainda naquele dia. Vestindo um colete a prova de balas, com duas facas embainhadas, e a frase “A prova de balas, facas, esquerdopatas” o empresário disse por duas vezes nesta semana suas lojas foram alvos de terrorismo. “Estamos vivendo o terrorismo da esquerda”, bradou.

No vídeo ele mostra a imagem do homem que foi detido após o ataque ao boneco, afirmando que as características do ataque seriam semelhantes ao que feriu o presidente Bolsonaro. Hang reclamou que o homem preso será solto e a audiência vai acontecer apenas em junho. “Quem fica recluso, sou eu. Condenado a viver com colete, segurança, na minha casa enquanto eles ficam livres e soltos. Esse cara tentou me matar na segunda-feira”, disse.

+ APP da Tribuna: as notícias de Curitiba e região e do trio de ferro com muita agilidade e sem pesar na memória do seu celular. Baixe agora e experimente!

O empresário fez um verdadeiro dossiê sobre o homem que lhe atacou, acusando de esquerdopata e culpando militantes oposicionistas pelo “ataque”.

Segundo o Diário Catarinense, Maurício Della Justina é o homem preso pela tentativa de agressão. De acordo com ele, o que ocorreu foi uma represália aos seguranças que estariam discriminando moradores de rua do entorno da empresa. Della Justina confirmou o ato, mas afirmou que atacou um boneco usando uma chave de fenda.

Saiba tudo sobre a reforma da previdência do governo Bolsonaro

 

Siga a Tribuna do Paraná
e acompanhe mais novidades

Deixe um comentário

avatar
300

85 Comentários em "Dono da Havan diz que foi vítima de terrorismo: “Apareceu um Adélio para me matar”"


MAIOR DO ESTADO
MAIOR DO ESTADO
2 meses 15 dias atrás

ele anda muito de avião e helicóptero, é bom começar a se cuidar….

Nilton César
Nilton César
2 meses 15 dias atrás

Alguém tem que apresentar a gleisi pra esse cara , dois xaropaços que se completam.

Cláudio
Cláudio
2 meses 14 dias atrás

Ah, essas fortunas né calotheiro?

Cláudio
Cláudio
2 meses 14 dias atrás

Eh eh.
Que fixação essa por mim?
Acha que gosto de socar feijão?
Gosto de mulher, Oldgay. Tenta outro.

MAIOR DO ESTADO
MAIOR DO ESTADO
2 meses 14 dias atrás

o nhonho ta no pos-operatório dai o claudio esta com abstinência sexual…

encarnou no hang agora…

será inveja da fortuna do cara ou só despeito e seletividade de vermelhinho??

Oscar Aglio
Oscar Aglio
2 meses 14 dias atrás

Esquerda é assim mesmo: só goza com aberrações em prática. Esse aí, por exemplo, deve curtir um fio-terra o tempo inteiro. Ou pior…

Mário
Mário
2 meses 14 dias atrás

Quem tem que exterminar e a prefeitura . Hj existe uma inversão de valores , pois se relar a mão no indivíduo já e crime

1 4 5 6
wpDiscuz

Últimas Notícias

Mais comentadas