enkontra.com
Fechar busca

Política

Facada

Dono da Havan diz que foi vítima de terrorismo: “Apareceu um Adélio para me matar”

  • Por Redação / Tribuna do Paraná
Reprodução

O empresário Luciano Hang, dono da rede de loja de departamentos Havan, disse na última quarta-feira (6) que sofreu uma tentativa de ataque a faca igual ao que o presidente Jair Bolsonaro (PSL) sofreu durante a campanha eleitoral do ano passado. Segundo Hang, que é um dos principais apoiadores de Bolsonaro, um morador da cidade de Brusque, em Santa Catarina, local da matriz da rede, esfaqueou um boneco com o rosto do empresário.

+ Fique esperto! Perdeu as últimas notícias sobre segurança, esportes, celebridades e o resumo das novelas? Clique agora e se atualize com a Tribuna do Paraná!

“Apareceu um Adélio para me matar”, disse Hang num vídeo publicado durante a tarde, chamando os seus seguidores para acompanhar a transmissão que faria ainda naquele dia. Vestindo um colete a prova de balas, com duas facas embainhadas, e a frase “A prova de balas, facas, esquerdopatas” o empresário disse por duas vezes nesta semana suas lojas foram alvos de terrorismo. “Estamos vivendo o terrorismo da esquerda”, bradou.

No vídeo ele mostra a imagem do homem que foi detido após o ataque ao boneco, afirmando que as características do ataque seriam semelhantes ao que feriu o presidente Bolsonaro. Hang reclamou que o homem preso será solto e a audiência vai acontecer apenas em junho. “Quem fica recluso, sou eu. Condenado a viver com colete, segurança, na minha casa enquanto eles ficam livres e soltos. Esse cara tentou me matar na segunda-feira”, disse.

+ APP da Tribuna: as notícias de Curitiba e região e do trio de ferro com muita agilidade e sem pesar na memória do seu celular. Baixe agora e experimente!

O empresário fez um verdadeiro dossiê sobre o homem que lhe atacou, acusando de esquerdopata e culpando militantes oposicionistas pelo “ataque”.

Segundo o Diário Catarinense, Maurício Della Justina é o homem preso pela tentativa de agressão. De acordo com ele, o que ocorreu foi uma represália aos seguranças que estariam discriminando moradores de rua do entorno da empresa. Della Justina confirmou o ato, mas afirmou que atacou um boneco usando uma chave de fenda.

Saiba tudo sobre a reforma da previdência do governo Bolsonaro

 

Siga a Tribuna do Paraná
e acompanhe mais novidades

Deixe um comentário

avatar
300

85 Comentários em "Dono da Havan diz que foi vítima de terrorismo: “Apareceu um Adélio para me matar”"


MAIOR DO ESTADO
MAIOR DO ESTADO
14 dias 4 horas atrás

ele anda muito de avião e helicóptero, é bom começar a se cuidar….

Nilton César
Nilton César
14 dias 4 horas atrás

Alguém tem que apresentar a gleisi pra esse cara , dois xaropaços que se completam.

Cláudio
Cláudio
13 dias 11 horas atrás

Ah, essas fortunas né calotheiro?

Cláudio
Cláudio
13 dias 11 horas atrás

Eh eh.
Que fixação essa por mim?
Acha que gosto de socar feijão?
Gosto de mulher, Oldgay. Tenta outro.

MAIOR DO ESTADO
MAIOR DO ESTADO
13 dias 12 horas atrás

o nhonho ta no pos-operatório dai o claudio esta com abstinência sexual…

encarnou no hang agora…

será inveja da fortuna do cara ou só despeito e seletividade de vermelhinho??

Bifur Kassao
Bifur Kassao
13 dias 14 horas atrás

Esquerda é assim mesmo: só goza com aberrações em prática. Esse aí, por exemplo, deve curtir um fio-terra o tempo inteiro. Ou pior…

Mário
Mário
14 dias 4 minutos atrás

Quem tem que exterminar e a prefeitura . Hj existe uma inversão de valores , pois se relar a mão no indivíduo já e crime

1 4 5 6
wpDiscuz

Últimas Notícias

Mais comentadas