Em mais uma tentativa de reaproximação, a presidente Dilma Rousseff recebe na noite desta quinta-feira, 29, o seu antecessor Luiz Inácio Lula da Silva para um jantar no Palácio da Alvorada. Lula desembarcou em Brasília pela manhã para participar da reunião do Diretório Nacional do PT e vai embora da cidade somente nesta sexta-feira, 30.

Segundo interlocutores do ex-presidente, a palavra de ordem agora é baixar o clima de tensão que se instalou entre os dois desde segunda-feira, 26, quando a Polícia Federal cumpriu uma ordem de busca e apreensão nas empresas de Luís Cláudio, filho de Lula.

Logo após o ocorrido, o ex-presidente se queixou de Dilma e chegou a responsabilizá-la pelo ocorrido. Para afastar o mal estar, ela resolveu viajar a São Paulo para participar da festa de 70 anos do padrinho político.

A presidente também escalou o ministro da Justiça, José Eduardo Cardozo, que é desafeto de Lula, para defendê-lo publicamente. Nesta quinta-feira, Cardozo chegou a cobrar explicações da PF por causa do horário que Luís Cláudio foi intimado a prestar depoimento sobre o escândalo da compra de uma medida provisória.

Além de Dilma e Lula, participam do jantar os ministros Jaques Wagner (Casa Civil), Ricardo Berzoini (Secretaria de Governo) e o presidente do PT, Rui Falcão.